"Asas" - O retiro em Amarante

amarante (Portugal)

275€/Pessoa - 10 vagas

2022 pede LIBERDADE e há sítios que nos fazem VOAR!
Cada vez mais perdidos e encontrados… Precisamos de casas que nos Inquietem, nos cuidem, nos façam SER, nos permitam ouvir o pulsar da Alma e
ganhar ASAS.
Amarante é assim…nas ruelas gastas onde confluem histórias e sabores, nas sedutoras margens de um rio que tem personalidade forte, nas melodias e acordes que nos Mimam e lhe confere Património, nos doces cujo sabor faz fechar os olhos, nas eternas e artísticas fotografias com alma, nos pedidos a S. Gonçalo com lista de espera e no pulsar de uma identidade única que ultrapassa o visual e a retina do senso comum.

PROGRAMA DO RETIRO

O que está incluído?

Bonús:

O que não está incluído?

Nota:

Inscreve-te no retiro aqui:

a facilitadora do retiro

Sorte de nome, sorriso de coração e resiliente de Alma, sempre gostou de viver e aprender. Sou livre, sonhadora, criativa, curiosa, aventureira, resiliente e empática.
Com mais de 50 países visitados e amados, com muitos sorrisos guardados, muitos cadernos escritos… Inspiro e “respiro” fotografias que vou “soltando” lentamente como se de partes de mim se tratassem.
As fotografias têm tudo isto, tem a força para recordar, alento para desapegar e emoções para trabalhar…Vamos”viver” histórias e partilhar emoções!? Ou preferem partilhar histórias e viver emoções!?
Psicóloga de formação, coach, formadora das áreas comportamentais e de desenvolvimento pessoal há mais de 17 anos, criou um projeto chamado “Oficina do Foco”, onde pretende criar metodologias de novos conceitos, como o photocoaching e o Travelcoaching… porque acredito nas emoções, nas energias e na Força Transformacional do SER.

Costumo dizer que não faço voluntariado! Eu Sou Voluntária, nasci voluntaria e essa forma de
estar, acompanha-me nas rotinas diárias, umas ações mais locais, outras internacionais. Última
ação humanitária em Beirut logo após as explosões.

As Fotografias tem o dom de nos transportar, fazer sonhar e acreditar. São uma poderosa
ferramenta mental, por isso a sensibilidade na escolha do angulo, das cores, do
enquadramento, da luz, dos horários e das palavras que “contam a história”.